Canal de atendimento atendimento@medaula.com.br
(31) 3245-5781 (31) 9 8959-6573
Rua Grão Pará, 737 Conjunto: 1101 - 11o andar, BH
CNPJ: 07.254.304/0001-24

Crescimento e Desenvolvimento II

31 de julho, 2020

Dando continuidade ao nosso estudo sobre crescimento e desenvolvimento, para as provas de residência é necessário saber também os marcos de desenvolvimento infantil para poder reconhecer quando determinada criança está om atraso, avaliar quando a baixa estatura da criança é normal ou anormal e quais as possíveis causas, além de reconhecer quando a puberdade está atrasada ou precoce.

Exemplo de Questão:

UFF – Adolescente, 14 anos, feminino, procura o posto de saúde preocupada por não ter apresentado ainda a menarca. Altura do pai: 1,75 cm; da mãe: 1,60 cm. Exame físico: altura de 1,55 cm (P25), peso de 48 kg (P25-50), Tanner: M3P4. A melhor conduta a ser adotada é:

A) Solicitar cariótipo, dosagem de gonadotrofinas séricas e ultrassonografia pélvica

B) Pedir raio-X de punho e mão esquerdos, gonadotrofinas séricas e ultrassonografia pélvica

C) Tranquilizar a adolescente, pois seu desenvolvimento está dentro da normalidade

D) Indicar gonadotrofinas séricas, dosagem dos hormônios tireoidianos e ultrassonografia pélvica

E) Encaminhar para raio-X de punho e mão esquerdos, gonadotrofinas séricas e TC de crânio

Portanto, nas questões de prova, muitas vezes descreve-se no enunciado o estágio puberal da criança ou adolescente para então o aluno interpretar se existe alteração e determinar a melhor conduta. Devemos ter em mente que a idade da menarca se correlaciona mais com a idade do início da puberdade (M2- telarca) que com a idade cronológica. A menarca costuma ocorrer 2 anos a 2 anos e meio após o início da puberdade e se correlaciona mais com as alterações da glândula mamária que com o aparecimento dos pelos pubianos. M3 ocorre em média 1 ano após M2, ou seja, há tempo ainda de esperar pela menarca. Logo, a resposta é letra “C”.

O que você precisa estudar?

Para as provas, é de suma importância que o aluno saiba sobre os marcos do desenvolvimento. Do ponto de vista da maturação, o desenvolvimento neurológico acontece de acordo com um plano contido no potencial genético, através de etapas previsíveis e predeterminado, no sentido céfalo-caudal e do centro para a periferia. Decore os seguintes marcos:

  • 2 meses: a cabeça é sustentada no plano do corpo durante a suspensão ventral;
  • 4 meses: postura cervical simétrica predominante. Cabeça firme;
  • 6 meses: senta com apoio, rola de prona para supino, transfere objetos de uma mão para outra;
  • 9 meses: senta-se sozinho, sem apoio e com a coluna ereta, deambula segurando nos móveis, engatinha;
  • 12 meses: levanta-se sozinho, anda com uma das mãos apoiadas, faz o movimento de pinça precisamente;
  • 15 meses: anda sem apoio.

Outro tópico que o aluno não pode deixar de ter na ponta da língua é sobre os reflexos primitivos, que estão presentes ao nascimento e sua persistência após certo período é sinal de doença. Lembre-se que o reflexo de Moro desaparece até os 3 a 4 meses, o reflexo cervical e de retificação postural desaparecem em torno dos 6 meses e o de Babinski aos 18 meses. Os reflexos de maturação do SNC tendem a aparecer mais tarde, sendo o de Landau a partir do sexto mês e o de paraquedista a partir do oitavo mês. Já os reflexos de preensão, de sucção e da marcha desaparecem e reaparecem como atividade voluntária. Os reflexos profundos e superficiais, o cutâneo-abdominal, são reflexos normais nas crianças que persistem nos adultos.

Começar a Conversa
Atendimento WhatsApp
Atendimento Vip pelo WhatsApp
Olá 👋
Podemos te ajudar?